Domingo, 12 de Abril de 2009

NINGUÉM ME VENHA DAR VIDA

 

NINGUÉM ME VENHA DAR VIDA

 

Ninguém me venha dar vida

que estou morrendo de amor,

que estou feliz de morrer,

que não tenho mal nem dor,

que estou de sonho ferida,

que não me quero curar,

que estou deixando de ser

e não me quero encontrar,

que estou dentro de um navio

que sei que vai naufragar,

já não falo e ainda sorrio,

porque está perto de mim

o dono do verde mar

que busquei desde o começo,

e estava apenas no fim.

 

 

Corações porque chorais?

Preparai meu arremesso

para as algas e corais.

 

Fim ditoso, hora feliz:

guardai meu amor sem preço

que só quis a quem não quis.

 

Cecília Meireles

sinto-me:
publicado por paulacostapereira às 15:47

link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Pode ser.....

. hoje estou assim....

. Carlos Queiroz - Origem: ...

. DIA DA CRIANÇA

. RIR 3

. RIR 2

. RIR 1

. VAMOS APOIOAR

. FORÇA PORTUGAL

. Dia do ABRAÇO

.arquivos

. Outubro 2011

. Outubro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub