Quinta-feira, 13 de Março de 2008

poesia....da minha terra...

Diz o meu nome ...

pronuncia-o ...

como se as sílabas te queimassem os lábios

sopra-o com a suavidade

de uma confidência

para que o escuro apeteça

para que se desatem os teus cabelos

 para que aconteça

 

Porque eu cresço para ti

sou eu dentro de ti

que bebe a última gota

e te conduzo a um lugar

sem tempo nem contorno

 

 Porque apenas para os teus olhos

sou gesto e cor

e dentro de ti

me recolho ferido

exausto dos combates

em que a mim próprio me venci

 

Porque a minha mão infatigável

procura o interior e o avesso

da aparência

porque o tempo em que vivo

morre de ser ontem

e é urgente inventar

outra maneira de navegar

outro rumo outro pulsar

 para dar esperança aos portos

que aguardam pensativos

 

 No húmido centro da noite

diz o meu nome

como se eu te fosse estranho

como se fosse intruso

para que eu mesmo me desconheça

e me sobressalte

quando suavemente

pronunciares o meu nome ... !

 

Mia Couto  (Mocambique)

publicado por paulacostapereira às 22:51

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Pode ser.....

. hoje estou assim....

. Carlos Queiroz - Origem: ...

. DIA DA CRIANÇA

. RIR 3

. RIR 2

. RIR 1

. VAMOS APOIOAR

. FORÇA PORTUGAL

. Dia do ABRAÇO

.arquivos

. Outubro 2011

. Outubro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub